O LTCAT avalia e complementa quantitativamente os dados obtidos no PPRA. Deverá ser realizado sempre que os agentes existentes no ambiente de trabalho sejam nocivos à integridade física do trabalhador, descritos nas NR-15 (Atividades e Operações insalubres) e NR-16 (Atividades e Operações Perigosas).

É NECESSÁRIO PARA:
- Subsidiar o pagamento ou não da GFIP/INSS;
- Atendimento à Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho NR-7 e NR-9;

PERIODICIDADE:
- Deve ser feito anualmente ou sempre que houver modificações de processos de trabalho, construções ou reformas.

AET - ANÁLISE ERGONÓMICA DO TRABALHO

O AET avalia e aponta fatores com potencial de risco de lesões ocupacionais e acidentes, principalmente os relacionados:
l- Transporte manual e esforço físico gasto nas tarefas e o modo como é realizado;
2- Ao mobiliário e equipamentos utilizados na realização das tarefas;

PPP - PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO

O Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) contém informações que relatam o histórico de exposição a riscos ambientais do trabalhador. É um documento obrigatório para o INSS.

O PPP deve ser elaborado (e mantido atualizado) com base no PCMSO, no PPRA, no LTCAT e na Análise Ergonómica elou outras avaliações que se tornem necessárias conforme os agentes existentes no ambiente de trabalho.

É NECESSÁRIO PARA:
- Cumprimento da Lei da Previdência Social;
- Possibilitar ao trabalhador o acesso a benefícios da Previdência Social.

INSALUBRIDADE

Documento técnico elaborado após uma inspeção ao local de trabalho, cujo o objetivo é a caracterização e quantificação dos agentes insalubres no exercício das atividades laborais para posterior análise em relação aos níveis de tolerância admitidos pela norma NR-15 do Ministério do Trabalho.

PERICULOSIDADE

Documento técnico que tem por objetivo a verificação de riscos imediatos, derivados de atividades e operações, como contato permanente, ou risco acentuado, tais como as atividades explosivas e inflamáveis, atividades, em proximidades de radiação ionizantes e substâncias radioativa, ou qualquer outra atividade constante na norma NR-16 do Ministério do Trabalho.

ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCOS

É o estudo realizado na empresa em um panorama geral, identificando os riscos e perigos expostos a cada tarefa realizada, ambiente de trabalho, utilizacão de equipamentos entre outras atividades. Essa análise é a base para se obter um sistema de segurança do trabalho altamente eficaz.

Seu objetivo é minimizar, controlar, eliminar os riscos e perigos, oferecendo um ambiente seguro, com ótimas condições de trabalho, reducão de acidentes, funcionários satisfeitos, um sistema de operações eficiente e uma otimização nas tarefas e custos.

ANALISE DE RUIDO

É a avaliação da exposição ocupacional a ruído contínuo, intermitente ou de impacto.

É NECESSÁRIO PARA:
- Atendimento à Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho (NR-9); - Embasamento de estudos de reducão de ruído através de isolamento acústico;
- Promoção da qualidade de vida no trabalho.

INDICADO PARA:
- Todas as empresas em que houver indícios de exposição ocupacional acima dos limites de tolerância previstos nas normas NR-1 5, NR- 16 e NHO-I.

ANÁLISE DE VIBRAÇÃO

Avaliação de exposição do corpo humano às vibrações em relação a equipamentos motorizados ou manuais. Após a análise, é possível identificar a tolerância de cada uma das atividades e desenvolver métodos de proteção.

É NECESSÁRIO PARA:
- Atendimento à Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho (NR-9); - Subsídio a programas de melhoria de qualidade de vida no trabalho.

INDICADO PARA:
- Todas as empresas que utilizam equipamentos manuais ou motorizados.

COPYRIGHT 2017 MACEDO & COSTA
21 2456-5998
contato@macedoecosta.com
Rua Jornalista Henrique Cordeiro, 270 / 1902
Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - CEP: 22631-450